O Início de uma Nova Era

11 08 2010

Ahh como é bom matar saudades do futebol arte… Nos últimos anos a seleção brasileira havia trocado a alegria de jogar futebol pela objetividade que infelizmente não deu certo. Hoje aparentemente tudo mudou. Velocidade, dribles, belos passes. O futebol bonito e jogado com gosto voltou a reinar sob o manto canarinho. Ao menos neste primeiro amistoso, isso nos foi passado. O Brasil esteve organizado tanto ofensivamente quanto defensivamente e não teve grandes dificuldades para vencer os EUA.

Da comissão técnica ao centro-avante, a seleção que entrou em campo no Estádio New Meadowlands, em Nova Jersey, estava toda renovada. Do time titular que jogou a Copa, Mano Menezes só convocou o Robinho, o novo capitão. Este, com apenas 26 anos , é o mais velho do time. Este é o retrato desta nova era, que ainda contou com Ganso, Neymar e Alexandre Pato como estrelas principais.

Assim que a bola rolou, os americanos já nos deram um susto. Aos 2 minutos Donavan, o astro americano, recebeu bom passe, driblou o David Luis e saiu de cara pro gol. Por sorte André Santos chegou para cortar. A Seleção, porém, reagiu rapidamente e envolveu os adversários. Os EUA que jogaram com duas linhas de quatro tiveram dificuldades para conter as jogadas pelas alas. E foi numa delas que André Santos recebeu passe de Robinho, levou até a linha de fundo e cruzou na cabeça de Neymar, que abriu o placar aos 28 minutos.

Entregue ao novo futebol brasileiro, os EUA não conseguia desenvolver suas jogadas e seu goleiro não parava de trabalhar e levar sustos. Até que aos 45 minutos do primeiro tempo, Ramires deu belo passe para Pato que driblou o goleiro Howard e estufou as redes, 2×0.

Os EUA voltaram do intervalo com 3 alterações, enquanto o Brasil permaneceu o mesmo. Boas jogadas continuaram surgindo, mas pecávamos no preciosismo. Aos 11 minutos Braddley estufou as redes brasileiras, mas estava impedido. O Brasil ainda acertou duas bolas na trave, com Robinho e Paulo Henrique Ganso, mas a segunda etapa não foi tão empolgante quanto a primeira. E a torcida, empolgada, calou os norte-americanos com “olé” e gritos de “Brasil, Brasil, Brasil”. Com um festival de gols perdidos, o placar do primeiro tempo acabou permanecendo: 2×0

Nem os mais otimistas esperavam um recomeço tão promissor. Deu gosto de ver a garotada jogar, mas devemos manter os pés nos chão, pois há uma longa caminhada pela frente. Serão 4 anos de muito treinamento e testes para a renovação do time. A garotada terá um bom tempo para amadurecer e poder dar o seu melhor, afinal defender seu país numa Copa jogando em casa não é privilégio para qualquer um. Rumo ao Hexa, Santos Brasil!!!

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: