Grande pátria desimportante.

21 08 2010

É meu caros, é tempo de eleição.

Agora chovem carros de som, palanques, papeizinhos distribuídos em qualquer canto, bandeirolas pelas ruas, placas e outdoors construindo a poluição dessa época.

Mais o que mais aparecem nesse período são perguntas. Muitas perguntas.

Primeiro. QUEM SABE PRA QUEM VAI VOTAR PRA DEPUTADO ESTADUAL? Gente. Quem? É quase uma questão existencial. Porque além de já não acreditarmos em partido algum, ainda temos que aturar anônimos ou famosos (BIZARROS) tentando esse posto justamente por quase nunca lembrarmos quem ou o que faz esse ditacujo.

Segunda. Porque cargasd’água essas celebridades cismam em se candidatar? Ok, eu sei. Dinheiro fácil sem trabalhar. Eu sei. Mas GENTE! Mulher fruta, jogador de futebol e cantor de ex-banda adolescente de sucesso É DEMAIS! Porque simplesmente não vivem de mostrar sua bunda, receber dinheiro de programa de auditório trash e/ou tentar um bico na CNT por aí? Mas nãããão! Insistem em perturbar nosso tão pouco juízo com suas asquerosas candidaturas.

Mais uma. Dizem que o Greenpeace e WWF se importam com a natureza. Então dá pra dar uma aparecidinha no CAOS que tá o Rio De Janeiro, e provavelmente em todas as outras cidades do Brasil? É papel no chão (claro. essa gentalha que não sabe pra que serve uma lixeira também merece cair em desgraça), carros de som estourando nossos tímpanos com insuportáveis ruídos músicas ,que por motivos mais insuportáveis ainda não desgrudam de nosso cérebro, placas e “bandeiras” impedindo não só enxergar o que ta na sua frente como também de desviar do FDP que só pra te sacanear o dia vai de dar um encontrão e fazer  com que você quase caia no meio de um mundo de gente.

Agora a pergunta mais sacana e cretina: o que, nós, povo, desejamos pro futuro do país? “O Brasil pode mais” ou “para o Brasil seguir mudando”? Ai, ó pai, daí-nos força. Ou melhor, opção. Se depende disso, ô Brasilsinho, meu filho, tu tá mal.

É pobres brazucas, cá estamos nós num período importantíssimo, mas com tão pouca crença. Nossas vidas são definidas por nós mesmos, mas muitas vezes votamos por diversão, por ser famoso e/ou por promessas falsas. Ah meu Brasil, até quando viveremos nesse mar de impunidade, desespero e miséria? Essa foi a última pergunta.

ps.: Para rir um pouco, aqui vão os candidatos mais bizonhos dessa nossa magnifica eleição 2010

http://www.ospaparazzi.com.br/especiais/candidatos-famosos-querem-o-seu-voto-nas-eleicoes-2010-da-pra-leva-los-a-serio-2389.html

Anúncios




“Proteste Já” contra a corrupção

25 03 2010

O que foi o “PROTESTE JÁ” desta última segunda-feira, meu povo??? Absolutamente foda fantástico. A equipe do CQC voltou com tudo das férias e mais uma vez deu uma aula de humor inteligente (estamos tentando aprender, mas tá difícil), revelando novamente a corrupção enraizada neste país.

O quadro foi o seguinte… A rapazeada da Band resolveu colocar um GPS e um alarme dentro de uma TV de plasma e doá-la pra Secretaria de Educação a fim de conferir se o aparelho seria, de fato, repassado para uma escola. Mas, como tipicamente o brasileiro quer sempre tirar proveito da situação, uma funcionária da escola levou o televisor para casa. A galera do programa obviamente percebeu este ROUBO e foi averiguar esta história.

A partir daí foi um grande jogo de contradições, perseguições à procura de respostas, bate-boca e muitas piadas sarcásticas diante dos acusados. A funcionária ainda teve a audácia de dizer que levou a TV estava com problema e, então, foi levada para um sintonizador. Sintonizador, minha cara??? Não subestime a nossa inteligência e arrume, ao menos, uma desculpa verossímel (acabei de ver essa palavra no Aurélio rs).

A matéria foi tão denunciadora que a prefeitura de Barueri entrou na justiça e conseguiu censurá-la por uma semana. Este fato engrandeceu ainda mais a reportagem, pois ao entrevistarem o prefeito da cidade sobre a censura, este perdeu a cabeça e disparou impropérios contra o integrante Danilo Gentili (melhor CQC) e toda a sua equipe.

– Seus babacas. Isso que vocês são. Ouviu, Seu Careca babaca (Marcelo Tas)? – Insultos do “magnífico prefeito que logo depois se arrependeu e falou “mansinho, mansinho”. Político bipolar, duas caras..

Nenhuma descrição nossa resume o que foi exibido na telinha. Quem não viu, não sabe o que está perdendo.

O COSA NOSTRA FOI ATRÁS DOS VÍDEOS DESTA REPORTAGEM. VALE A PENA CONFERIR!

PARTE 1


PARTE 2

PARTE 3

PARTE 4

PARTE 5

Mais do que um quadro de humor, o CQC revelou o retrato da corrupção brasileira presente em todos os cenários. Frequentemente nos escandalizamos com as notícias de Brasília e nos esquecemos do que acontece ao nosso lado. Se uma funcionária consegue desviar uma chamativa TV de plasma, imaginem o quanto de merenda, materiais escolares e verbas são tiradas de seu destino… E quem mais sofre com isso é a criançada que, neste nosso já fragilizado sistema educacional, quando surgem boas oportunidades, as perdem por causa desses aproveitadores. Lamentável!

Lamentável também é a pacata cidade de Barueri ser administrada por um prefeito tão burro que sequer soube se mascarar e acabou mostrando que não passa de mais um corrupto cínico e demagogo. Exaltou o fato de lutar pela democracia, mas assim que percebeu que estava se arruinando, correu apelando para a Censura. Censura de Imprensa em pleno século XXI é inaceitável e a galera da Band conquistou rapidamente uma liminar suspensiva, conseguindo, assim, mostrar esta bela reportagem.

Parabéns, CQC!   [/modo puxa-saco]

Assistiu e aplaudiu o Proteste Já? Deixe seu comentário.


COSA NOSTRA™, O BLOG QUE VEIO PARA FICAR!





“Censurada… Bem censurada.”

20 03 2010

“Ô Conar, precisava censurar?”

Toda sexta-feira é o mesmo esquema. Saída do expediente e parada naquele barzinho mais perto para tomar aquela loira bem gelada: a   cerveja. O povo brasileiro ama cerveja. Nos últimos anos a concorrência das marcas só tem aumentado. Com a disputa, vieram os comerciais de TV cada vez mais interessantes. Começou no Siri e na Tartaruguinha e foi parar no corpo de Juliana Paes (“A Boa” – título dividido com a Antartica também, é claro).

Pois bem, não tardou para que a “nova” cerveja da parada, a Devassa, investisse em uma mulher sensual para conquistar o público masculino. E investiu alto: contratou a loira patricinha americana Paris Hilton.

O comercial era bem simples: Paris aparecia no alto de uma janela de apartamento dançando de forma sensual, com uma lata de cerveja Devassa na mão – e sob o olhar de um fotógrafo e aplausos da multidão. Nada de biquínis ou tapa-sexo, a musa usava um vestido até respeitável para o apelo erótico brasileiro. Só que nem isso foi capaz de jogar todo o investimento de marketing por água abaixo. O Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) censurou o vídeo-tape de 60 segundos. Segundo o órgão, diversas denúncias foram feitas por parte de consumidoras, que se queixavam do “apelo excessivo de sensualismo” e “desrespeito à mulher”. Porém, o que realmente fez com que a propaganda saísse do ar foi a denúncia da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (departamento ligado à Presidência da República), que acusou o comercial de usar a imagem da mulher de forma discriminatória, como objeto.

Realmente era preciso? Pra mim, isso foi um ato totalmente desnecessário. O que é o comercial da Devassa perto das mulheres nuas no Carnaval, que é exibido em rede nacional? Por que reclamar contra esse anúncio, quando há tantos iguais ou ainda mais sensuais passando na TV?

A verdade é que o Conar acatou a denúncia (leia-se ordem) da Secretaria. Acho que o Secretariado das Mulheres deve se preocupar mais com as celebridades políticas e artísticas. Numa sociedade em que escritoras, como Fernanda Young ou até mesmo personagens da política, como Soninha Francine – subprefeita paulistana, posam nuas para a Playboy – faz algum sentido toda a proteção publicitária em relação a mulheres adultas?

É… Talvez Paris Hilton seja sexy demais para os brasileiros…

COSA NOSTRA, O BLOG QUE VEIO PARA FICAR.